A primeira edição de norma Portuguesa de para-raios com dispositivo ionizante não radioativo (NP 4426:2003) foi substituída

A segunda edição desta norma incorpora novidades que deverão ser cumpridas tanto ao nível dos produtos como das instalações

A NP 4426 é a norma Portuguesa de proteção contra o raio mediante para-raios com dispositivo de ionização não radioativo. A sua primeira edição data de 2003. Em Setembro de 2013 foi publicada a segunda edição desta norma, onde foram atualizadas algumas partes com os novos conhecimentos adquiridos e para evitar contradições com as normas de proteção convencional que haviam sido recentemente revistas.

As alterações à norma afetam, por uma parte, os para-raios, já que aumentam as exigências dos ensaios que devem demonstrar não só o seu tempo de avanço mas também que este se mantem em condições ambientais difíceis e é capaz de suportar os impactos do raio. Deve ser possível verificar os para-raios durante as visitas de manutenção da instalação.

Além disso alterou-se o cálculo de risco, agora são tidos em conta diversos fatores, como a proteção contra sobretensões das linhas. Exige-se que cada para-raios tenha pelo menos duas baixadas à terra. São ainda fornecidas as diretrizes para a proteção de edifícios de mais de 60 metros, que não estavam contempladas na primeira edição.

Aplicaciones Tecnológicas S.A. aplica nos seus produtos e protetores a nova norma desde que esta surgiu[RR1] , indo inclusive mais além das exigências da norma nas provas que realizamos sobre os nossos para-raios, para assegurar o seu correto funcionamento.

Descarregue aqui o nosso software de cálculo de risco e desenho de instalações de proteção contra o raio segundo NP 4426:2013