Manutenção de para-raios: Como e quando se realiza?

Os para-raios devem submeter-se a inspeções e manutenções periódicas, segundo indicam as normas nacionais e internacionais (NP4426, UNE21186, NF-C 17 102, IEC EN 62305). Estas inspeções periódicas dos para-raios permitem detetar desvios em relação às normas de referência ou anomalias na instalação provocadas pelas condições do meio ambiente, como a corrosão, manipulação incorreta, como cortes no condutor ou roubo, ou outras circunstâncias, como ampliações do edifício onde está instalado o para-raios.

A revisão da instalação do para-raios deve fazer parte da rotina de manutenção dos edifícios e do plano anual de atuações.

Porque é necessária a manutenção de um para-raios?

Todos os sistemas de proteção contra o raio devem sofrer seguimentos e manutenções. Caso não se realize uma correta manutenção do para-raios existe o risco de o impacto do raio não ser controlado nem a sua corrente conduzida e dispersa da forma mais segura.

Com o passar do tempo, os vários elementos do sistema de proteção contra o raio podem deteriorar-se, reduzindo a segurança da instalação se estes não forem mantidos corretamente.

Para que um sistema de proteção contra o raio funcione de forma ótima, cada uma das suas partes deve estar em ótimo estado:

  • Os para-raios, ou elementos captores, devem funcionar corretamente. No caso dos para-raios com dispositivo de ionização (PDI), o elemento que produz o líder ascendente deve estar em bom estado para manter o avanço na ionização que foi medido em laboratório.
  • As baixadas devem manter a continuidade em todo o momento e estar bem fixas para evitar faíscas e roturas.
  • A resistência da rede de terra deve permanecer a baixo dos 10 ohms para que a corrente do raio se dissipe com rapidez, minimizando as correntes de retorno e as tensões de passo e contacto que podem ser muito perigosas para as pessoas.

 para-raios rotina de manutenção

Como se realiza a revisão do para-raios?

O procedimento para a manutenção do para-raios consiste em dois tipos de verificações:

Inspeção visual na revisão da instalação do para-raios

Comprova que:

  • Não existe danos devido ao impacto de raios.
  • O para-raios conserva íntegros todos os seus elementos.
  • A continuidade dos condutores é correta.
  • As fixações estão em bom estado.
  • Não existem peças deterioradas por corrosão.
  • O estado das uniões equipotenciais é correto.

Verificação completa na manutenção da instalação do para-raios

A verificação completa compreende as inspeções visuais antes descritas e outras medidas. Requer a verificação da continuidade elétrica dos condutores e o correto funcionamento do para-raios segundo as indicações do fabricante.

No caso dos para-raios do tipo PDI também se deve comprovar o correto funcionamento da cabeça. Os para-raios instalam-se no ponto mais alto da estrutura, sempre dois metros acima de qualquer elemento a proteger e geralmente sobre um mastro de seis metros, pelo que na maioria das situações torna-se complicado aceder até à cabeça e coloca em risco o operário que deve executar estas inspeções.

Para facilitar esta tarefa de manutenção, na Aplicaciones Tecnológicas incorporou-se um teste remoto no para-raios com dispositivo de ionização (PDI) DAT CONTROLER REMOTE. Desta forma não é necessário aceder fisicamente à cabeça, já que dispõe de um sistema que comprova diariamente o estado e envia o resultado para uma aplicação web, onde se podem consultar os dados atualizados a todo o momento.

No que respeita ao sistema de rede de terra, é fundamental medir a terra, já que poderia variar com o tempo e é importante garantir que permanece inferior a 10 Ω. Recomenda-se rever as redes de terra anualmente, em muitos países existe uma norma que assim o exige. Assim, se se registarem valores elevados de terra, será necessário utilizar um melhorador de condutividade tipo Condutiver Plus ou adequá-la com mais piquet’s.

Também na revisão deve-se verificar que as linhas que o requerem estão protegidas contra sobretensões.

Perante as verificações descritas, quando se detetam deteriorações ou anomalias na instalação, é primordial realizar as reparações ou executar as medidas corretivas necessárias no menor tempo necessário possível, assegurando uma proteção ótima.

Em ambas as verificações periódicas (visual e completa) a pessoa responsável das ações de manutenção deve elaborar um relatório que documente as revisões realizadas, fornecendo dados e fotografias.

revisão de um para-raios

Quando realizar a revisão de um para-raios?

Segundo indicam as normas, a instalação de um para-raios deve submeter-se a uma revisão sempre que a estrutura do edifício se modifique ou repare, ou quando a estrutura receba o impacto de um raio. De acordo com este requerimento, torna-se uma grande ajuda quando a instalação tem um contador de raios que nos informa dos raios que impactaram com a estrutura. Para ampliar informação sobre o funcionamento do contador de raios visite a ficha técnica do ATLOGGER, que regista a informação sobre o dia e hora do impacto.

Se estas situações não acontecem, as revisões dos para-raios devem ser efetuadas de forma periódica. Como parte do protocolo de manutenção, realizam-se os seguintes tipos de verificação:

  • Verificação visual: revisão anual no caso de instalações de nível de proteção I e II. Para níveis de proteção III e IV, a verificação deve realizar-se no máximo a cada dois anos.
  • Verificação completa: para níveis de proteção I e II, a verificação completa realiza-se no máximo a cada dois anos. Em níveis de proteção III e IV, a verificação realiza-se pelo menos a cada quatro anos.
  • Verificação completa dos sistemas críticos: esta verificação deve-se realizar pelo menos uma vez ao ano em todos os níveis de proteção.

Em alguns países, como México ou India, entre outros, onde a temporada de chuvas está muito centrada numa época do ano e é abundante, torna-se muito importante realizar a manutenção do para-raios antes do começo deste período do ano. Contacte um especialista para realizar a manutenção do para-raios necessário e receber a acessoria adequada.

Para se manter informado sobre noticias relacionadas coma proteção contra o raios e outras noticias do setor, subscreva a nossa newsletter.