O que determina a qualidade de uma soldadura exotérmica

A soldadura exotérmica, também conhecida como soldadura aluminotérmica de cobre, é o resultado de um processo que consegue a união molecular de dois ou mais condutores metálicos através de uma reação química. Feita de forma correta, consegue-se uma união superior em condutividade e durabilidade em relação à união mecânica. Para isso devem ser seguidos critérios que determinam a qualidade da soldadura.

A base de qualquer instalação elétrica é o sistema de ligação à terra. A sua fiabilidade e durabilidade dependem da sua correta execução. Uma rede de terra deve ser concebida e executada corretamente a fim de manter as suas propriedades ao longo do tempo, pelo que as ligações devem ser duradouras.

A soldadura de cobre aluminotérmico é o método mais adequado para o conseguir, uma vez que as uniões resultantes têm propriedades superiores a qualquer união mecânica e são resistentes ao desgaste. Este tipo de soldadura deve cumprir certos critérios de qualidade para que ocorram estas condições.

Comprovação e certificação, duas garantias

Para verificar se uma soldadura foi feita corretamente, se corresponde à qualidade desejada, deve ser realizada uma inspeção visual. Neste ponto, é importante verificar se a solda cobre pelo menos a superfície anterior dos condutores e se não existem outros defeitos visíveis que possam afetar a qualidade, tais como a presença de poros, escória ou outras impurezas. A cor da solda deve ser acobreada, de intensidade variável, mas com um brilho metálico.

Nesta etapa, o grau de pureza dos reagentes não é tão importante se o resultado final for uma ligação que possa suportar pelo menos a mesma corrente que os próprios condutores e uma resistência mecânica semelhante à dos condutores.

Estes dois dados podem ser verificados através do certificado UL 467 “Grounding and bonding equipment”. Para obter esta certificação, uma série de soldaduras de diferentes tipos de uniões são submetidas a um teste elétrico e dois testes mecânicos. O certificado UL 467 garante que a soldadura respeitará as propriedades elétricas e mecânicas requeridas para a instalação.

Apliweld® Secure+: segurança e versatilidade

O sistema de soldadura exotérmica Apliweld® Secure+ da Aplicaciones Tecnológicas tem certificação UL 467, para além de outras características de segurança e versatilidade.

A segurança é alcançada pela possibilidade de ignição remota, quer por cabo, quer por ligação remota. Durante a soldadura, o cobre é fundido a mais de 1100°C e as faíscas e salpicos de material a temperaturas muito elevadas são comuns. A ignição eletrónica remota pode atingir até 5 ou 6 metros, sendo feita através de ligação Bluetooth e, garante que o utilizador nunca poderá ser atingido por projeções de material, faíscas ou qualquer outro elemento da reação. A ignição eletrónica também elimina a utilização de reagentes inflamáveis e assegura um procedimento único e seguro.

A versatilidade é fornecida pelo formato das pastilhas de soldadura Apliweld®, que podem ser utilizadas para a ignição tradicional ou para a ignição eletrónica, acima mencionada. A substituição das habituais oito referências por apenas uma e o formato compacto torna muito mais económico e fácil de usar e armazenar.

Se desejar saber mais sobre o sistema de soldadura exotérmica Apliweld® Secure+ da Aplicaciones Tecnológicas, pode contactar-nos através deste link.

Se tiver interesse em receber formação gratuita sobre soldadura aluminotérmica dos nossos especialistas, pode também aceder à nossa secção de webinars.