Que fazer quando há uma trovoada? – Conselhos para a proteção pessoal

Um dos medos generalizados entre crianças e adultos são as trovoadas. Uma trovoada elétrica é um fenómeno muito perigoso que, sem proteção e medidas adequadas, pode acarretar consequências fatais.

Nas Aplicaciones Tecnológicas S.A. tratamos de incutir calma e segurança nestas situações com a nossa experiencia e a alta qualidade dos nossos produtos, testados e certificados por laboratórios independentes.

O primeiro a fazer quando, estamos próximo ou por baixo de uma trovoada, é procurar um refugio num edifício, que preferencialmente tenha para-raios. No caso de não haver edifícios próximos, um carro com teto fechado também é uma boa opção, já que a sua estrutura é completamente metálica e dissiparia a corrente à terra.

Sem edifícios nem veículos cobertos pertos, o melhor a fazer é reduzir a própria altura e a superfície em contacto com o solo. Para tal agache-se com os pés juntos e sem apoiar as mãos no chão.

De igual importância são as ações que não devemos realizar em caso de trovoada. Entre as mais comuns, devemos evitar:

–          Andar de bicicleta

–          Permanecer num veiculo descapotável

–          Estar na agua ou junto a árvores

–          Zonas abertas e isoladas

–          O contacto com estruturas metálicas

–          O uso de telefones fixos

–          Transportar objetos que sobressaiam acima da cabeça, como guarda-chuva, tacos de golf, etc.

No caso de uma pessoa ser atingida por um raio, deverão ser realizados os primeiros socorros e a respiração artificial imediatamente, o mesmo para pessoas afetadas pelas descargas elétricas ou queimaduras.

O raio é um dos fenómenos mais destrutivos da natureza, porém a proteção adequada, o conhecimento destas regras e a rapidez na atuação podem diminuir os efeitos de forma considerável.