A chave do êxito: uma proteção integral contra o raio

Os para-raios DAT CONTROLER PLUS e os protetores contra sobretensões das séries ATSHOCK e ATCOVER protegem instalações turísticas e de grande afluência de público.

A missão jesuíta da Santíssima Trindade do Paraná é um conjunto de povoações missionárias fundadas a partir do século XVII pela ordem religiosa católica da Companhia de Jesus entre os Índios guaranis. É a missão mais bem conservada e mais extensa do Paraguai, tendo sido declarada Património da Humanidade pela Unesco em 1993, tornando-se um chamariz turístico importante para o país.

Para a realização do projeto de proteção contra o raio em primeiro lugar fez-se uma avaliação do risco segundo a norma internacional IEC 62305-2 aplicando o software de Aplicaciones Tecnológicas, S.A. CD-RISK. Obteve-se um nível de proteção III com uma proteção coordenada contra sobretensões.

Como a instalação a proteger é um espaço aberto, propôs-se uma proteção com 4 para-raios com dispositivo de ionização DAT CONTROLER® PLUS 60, segundo a norma UNE 21186, que oferece uma cobertura suficiente para a área que se deseja proteger. Aproveitou-se a altura das colunas de cimento armado para instalar 4-quatro para-raios para que ficassem acima das estruturas.

Os para-raios DAT CONTROLER® PLUS dispõem das maiores garantias de funcionamento como comprova o certificado de produto com o selo N da AENOR.

Cumprem as exigências das últimas edições das normas de proteção contra o raio e vão inclusive mais além destas normas, com um exaustivo controlo de qualidade, ensaios de corrente mais severos e certificação de funcionamento em chuva.

Como indica o cálculo de risco, a instalação de para-raios, com as suas baixadas e redes de terra evita o impacto direto do raio na estrutura, porém os seus efeitos secundários nas linhas de serviço chegam aos equipamentos eletrónicos. É necessária uma proteção coordenada contra sobretensões.

Implica realizar um estudo contra sobretensões se for proposta uma proteção de tipo 1 mediante protetores da série ATSHOCK que suportam 50kA de corrente impulsional por polo para o quadro principal e, uma proteção de tipo 2 mediante protetores da série ATCOVER que deixam uma tensão residual menor que 900V para os quadros da cabine de controlo.