O para-raios DAT CONTROLER® de Aplicaciones Tecnológicas protege a Ponte del Estacio de um impacto direto de raio

As pontes móveis permitem a passagem de embarcações de grande altura em momentos pontuais. Transformam-se em paredes verticais de grande altura, tornando-se nos pontos de impacto claramente preferenciais para os raios.

Uma dessas Pontes é a Ponte del Estacio, cujo nome tem a sua origem na designação do canal que une o Mar Menor com o Mediterrâneo. A primeira ponte del Estacio foi construída em 1969 e funcionava com um sistema giratório. Em 2003 foi substituída por uma ponte basculante, de 60 metros de altura, que se ergue a cada duas horas para permitir a passagem de embarcações com mais de 7 metros.

Torna-se difícil de proteger este tipo de pontes, pela sua mobilidade e mudança de orientação da estrutura em risco de impacto de raio. Neste caso a proteção pôde ser feita graças à utilização de um para-raios DAT CONTROLER, colocado numa estrutura próxima, de grande altitude, onde se encontra o controle da ponte. Desta forma a ponte fica no raio de proteção do para-raios, mesmo quando se eleva e alcança a sua altura máxima.

Foi o que aconteceu no passado mês de agosto, quando o para-raios DAT CONTROLER de Aplicaciones Tecnológicas instalado na cabine de controle intercetou um raio durante a elevação da ponte, evitando danos que poderiam ter deixado a estrutura inutilizada.

O que é um para-raios e como funciona?

Um para-raios é um sistema de captação de raios, utilizado para proteger pessoas, edifícios e instalações do impacto do raio quando é produzida uma descarga elétrica.

Os para-raios funcionam captando o raio para impedir que impacte em qualquer objeto que esteja dentro da área de proteção. Os elementos do sistema de proteção externa contra o raio são formados por um objeto metálico, geralmente com formato pontiagudo, ligado a um sistema de baixadas e rede de terras, que conduzem e dissipam a corrente de forma segura.

Para-raios com dispositivo de ionização (PDI): DAT CONTROLER®

O para-raios com dispositivo de ionização trouxe uma grande inovação tecnológica à proteção contra o raio. O seu funcionamento é baseado nas caraterísticas elétricas da formação do raio, aproveitando os conhecimentos existentes sobre a física do raio, para alcançar uma área de cobertura maior.

DAT CONTROLER® PLUS

DAT CONTROLER® PLUS de Aplicaciones Tecnológicas é um para-raios com dispositivo de ionização eletropulsante, ou seja, que utiliza o campo elétrico atmosférico como fonte de alimentação e emite impulsos de alta tensão para conseguir formar o traçador ascendente no momento adequado.

Foi submetido aos maiores controles de qualidade, cumprindo com todos os requisitos da norma, indo até mais além, tendo sido ensaiado com um maior número de impulsos de corrente e testes de funcionamento com chuva, para garantir o seu funcionamento em condições mais adversas.

DAT CONTROLER® REMOTE

DAT CONTROLER® REMOTE é o último contributo de Aplicaciones Tecnológicas para a proteção contra o raio. Além de todas as vantagens dos para-raios DAT CONTROLER PLUS, o DAT CONTROLER REMOTE oferece a possibilidade de verificar o estado do para-raios em qualquer momento e em qualquer local. Esta inovação permite, não apenas monitorizar o elemento de captação, mas também poupar em tempo e custos de manutenção da instalação.

Porque deve instalar um para-raios?

O objetivo do sistema de proteção contra o raio é:

1) Capturar o raio

2) Conduzir a corrente do raio de forma segura à terra

3) Dissipar a corrente do raio na terra

4) Proteger contra os efeitos secundários do raio

Num mundo com edifícios e equipamentos cada vez mais complexos, o raio é um risco. Uma descarga pode danificar os edifícios e produzir falhas nos equipamentos eletrónicos. Pode até originar um incêndio e perdas económicas muito graves.

 Quais são os efeitos do raio?

  • Efeitos elétricos: destruição de equipamentos. Elevação de potencial de terra e geração de sobretensões que podem danificar os equipamentos ligados à rede elétrica.
  • Efeitos eletrodinâmicos: danos em edifícios. Deformações e roturas na estrutura por forças geradas pelo elevado campo magnético que é produzido.
  • Efeitos térmicos: incêndios. A formação de arcos elétricos e a dissipação de calor pelo efeito Joule, podem provocar incêndios.
  • Efeitos sobre as pessoas e animais: electrocuções e queimaduras. O passo de uma corrente de certa intensidade durante um curto prazo de tempo é suficiente para provocar risco de eletrocussão por paragem cardíaca ou respiratória. A isto acrescentam-se ainda os perigos de queimaduras.
  • Efeitos de indução: dentro de um campo eletromagnético variável, todo o condutor sofre o passo de correntes induzidas. Se estes condutores chegarem a equipamentos eletrónicos ou informáticos podem produzir danos irreversíveis.

Como saber se devo instalar um para-raios

Se tem dúvidas sobre se deve instalar ou não um sistema de para-raios, podemos realizar-lhe um estudo com base nas normas e nas suas necessidades específicas.
Pode entrar em contacto com os nossos técnicos clicando aqui.