Segurança no setor da construção

A Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA) dos Estados Unidos reúne, no seu relatório sobre a segurança no setor da construção, as precauções se devem aplicar para evitar o perigo dos raios para os trabalhadores. Só na Grã-Bretanha, segundo a revista científica The International Journal of Meteorology na sua edição Nº 401, expõe que, durante os últimos 30 anos, as atividades relacionadas com o trabalho representaram 15% de todas as mortes por descargas elétricas.

Perante esta percentagem, a OSHA explica no seu relatório que tanto os colaboradores como os seus supervisores devem reconhecer os raios como um risco laboral real e tomar precauções para evitar os possíveis danos que estes causam. O relatório acrescenta ainda que os planos de ação de emergência (EAP em inglês) deverão estar bem identificados e incluir protocolos de segurança contra descargas elétricas atmosféricas.

Segundo a OSHA, este protocolo deve:

• Informar supervisores e trabalhadores quando se escutem trovões, se vejam relâmpagos, ou se perceba qualquer outro sinal de advertência de trovoadas que se aproximam.

• Indicar como se notificariam os trabalhadores da necessidade de procurar refúgio.

• Identificares lugares e requisitos dos refúgios em caso de tempestade elétrica.

• Indicar os tempos de resposta necessários para que os trabalhadores possam chegar aos refúgios de modo seguro.

• Determinar quando se devem suspender as atividades de trabalho ao ar livre, e quando se podem recuperar as atividades sem perigo de queda de raio.

• Ter em conta o tempo que pode requerer evacuar clientes, e o tempo necessário para que os trabalhadores cheguem ao refúgio.

O relatório destaca ainda a importância de publicar de forma visível informação sobre as medidas de segurança contra tempestades elétricas para trabalhadores da construção.

Por outro lado, a agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (CDC) acrescenta algumas medidas de proteção importantes como:

  • Conheça a previsão diária do tempo para saber que condições pode acontecer.
  • Evite estruturas altas, como tetos, andaimes, postes elétricos ou telefónicos, escadas, árvores e máquinas pesadas como escavadoras, gruas e tratores.
  • Evite os materiais que conduzem eletricidade
    Não toque nem nos materiais nem nas superfícies que conduzem eletricidade, incluindo andaimes de metal, os equipamentos de metal, os cabos elétricos e telefónicos, água e canalizações.
  • Mantenha-se longe dos explosivos.

Na Aplicaciones Tecnológicas entendemos que a proteção contra o raio no setor da construção é em algumas ocasiões complicada. Cada construção pode apresentar problemas diferentes (quantidade de gruas, tamanho da construção, localização…) e devem-se estudar separadamente, mas existem medidas de prevenção que se podem e devem aplicar para evitar danos provocados pelas descargas dos raios.

ATSTORM®,o sistema especialista de alerta prévia para a prevenção de riscos contra tempestades elétricas

A deteção das trovoadas pode ser em muitos casos a medida de proteção mais efetiva para empresas com grandes espaços de trabalho ao ar livre. O detetor de trovoadas ATSTORM® é uma ferramenta idónea para a proteção destes riscos já que permite aplicar medidas preventivas com antecedência, conseguindo assim minimizar os possíveis efeitos do raio.

Funcionamento do detetor de trovoadas ATSTORM®

sistema de deteção de trovoadas ATSTORM® avalia o campo eletrostático e eletromagnético da área a proteger. A monitorização local realiza-se mediante dois tipos de sensores que avaliam o risco da trovoada elétrica.

A monitorização do campo eletrostático permite detetar as condições prévias da formação de trovoadas elétricas sobre o lugar a proteger.

A monitorização do campo eletromagnético possibilita a deteção de trovoadas elétricas ativas que se aproximam dentro de um raio de 40 km de distância.

O objetivo do sistema é identificar, com maior antecipação, o risco de formação ou aproximação de uma tempestade elétrica sobre a construção, permitindo aplicar ações preventivas oportunas aos responsáveis de PRL da obra.

Se o seu local de trabalho não dispõe de proteção externa contra o raio (para-raios), nem das medidas de prevenção contra tempestades elétricas, pode seguir estes conselhos de prevenção para maior segurança.

Na Aplicaciones Tecnológicas contamos com uma ampla experiência na prevenção e proteção contra o raio no setor da construção. Se necessitar de mais informação sobre como proteger a sua obra, contacte-nos. Realizaremos um estudo com base nas normas vigentes e as suas necessidades específicas.