Acidente ferroviário na China: como proteger comboios de impactos de raios.

A descarga gerou uma sobretensão que provocou uma falha nos sistemas eléctricos e electrónicos, detendo o comboio e inutilizando as comunicações. Dispositivos de protecção contra Sobretensões como os das séries ATPV e ATLINE, evitam os graves danos derivados de uma tempestade eléctrica.

A recente catástrofe causada pelo choque dos comboios na China, faz ressaltar a necessidade de instalar sistemas de protecção contra descargas atmosféricas nos meios de transporte, capazes de prevenir danos em pessoas, equipamentos e instalações.

Um comboio é uma estrutura metálica que equivale a uma malha condutora e neste sentido, o impacto directo de uma descarga atmosférica não produz danos na estrutura ferroviária. Todavia isto não evita as Sobretensões sobre as linhas eléctricas (catenárias) que se danificam gravemente inclusive ficam inutilizadas, como no caso do comboio de alta velocidade Chinês, os equipamentos internos.

Nas Aplicaciones Tecnológicas dispomos de dispositivos orientados a proteger eficazmente os sistemas eléctricos e electrónicos em ferrovias.

  • Serie ATPV: Protector contra sobretensões de alta tensão nominal (750V em Locomotoras), direccionada para proteger os equipamentos ligados a uma linha eléctrica. A instalação desta protecção no comboio Chinês teria evitado que parasse.
  • Serie ATLINE: Protector para linhas de dados: As sobretensões transitórias provocadas pelo impacto de uma descarga atmosférica, geram tensões residuais que danificam equipamentos electrónicos como os usados nas comunicações. A instalação deste produto teria possibilitado a comunicação do comboio chinês com os centros de emergência pertinentes.

Informação técnica detalhada: Serie ATPV / Serie ATLINE