AT-8191: O conjunto de proteção contra sobretensões que responde às disposições da ENDESA

A elétrica ENDESA publica um manual onde descreve como se deve proteger as linhas elétricas contra sobretensões causadas pelo raio

As sobretensões de origem atmosférica são do tipo impulsional e, quando causadas pelo impacto direto do raio na linha elétrica, conduzem correntes de alta magnitude de dezenas de kiloamperes. As proteções comuns das linhas, como magnetotérmicas e diferenciais, são demasiado lentas para este tipo de perturbações, quando atuam, uma grande parte da corrente já percorreu a linha, podendo causar graves danos em equipamentos.

Muitas normas e regulamentações, como a regulação da baixa tensão, alertam para a necessidade de proteção contra sobretensões. Agora também a elétrica ENDESA publicou um manual que explica a necessidade de utilizar uma proteção contra os efeitos diretos do raio (tipo1), composta por protetores capazes de suportar as linhas de impulso de 25kA, deixando uma tensão residual inferior a 1.5kA e no neutro 100kA de corrente impulsional, com um máximo de 2.5kV de tensão residual.

O conjunto de proteção AT-8191 das Aplicaciones Tecnológicas S.A. protege as 3 linhas e o neutro contra as sobretensões causadas pelo impacto direto do raio na linha, reduzindo a tensão residual aos valores indicados pela ENDESA. A maioria dos equipamentos elétricos que se comercializam atualmente estão desenhados para suportar sobretensões sempre que não ultrapassem estes valores. A referencia AT-8191 inclui uma caixa estanque, fusíveis e os protetores já cablados, podem no entanto ser adquiridos em separado. A referencia AT-8091 contem os protetores que formam o conjunto: ATSHOCK N (ref. AT-8399) e três ATSUB 100 (ref. AT-8256).

Descarregue aquí a ficha técnica do conjunto de proteção contra sobretensões AT-8191