Perigos das tempestades nas explorações agrícolas e ganadarias

As tempestades elétricas supõem uma importante ameaça para as explorações agrícolas e ganadarias, sendo as mais susceptíveis as denominadas ganadarias extensivas: aquelas que disponham de extensões de terreno para a manutenção natural do animal.

As explorações agrícolas ou ganadarias aproveitam de forma eficiente os recursos que lhes proporciona o seu  habitat natural. Os animais são criados em liberdade e em condições meteorológicas adversas e correm o risco de ser alcançados direta ou indiretamente por um raio.

Dispor de informação fiável de forma antecipada permite iniciar medidas preventivas para evitar os possiveis efeitos destrutivos do raio.

Riscos das explorações agrícolas e ganadarias frente a uma tempestade elétrica

  • Impacto direto de raio
  • Risco por tensão de passo
    Se o raio cai no terreno ou sobre uma zona arborizada perto  do gado, a corrente do raio  dissipa-se na terra provocando enormes diferenciais de potencial em pouco espaço. A tensão entre as patas de um animal chega a ser de kilovolts. Isto é especialmente perigoso para os animais quadrúpedes, já que a corrente devida a essa diferença de potencial circula pelo seu coração, causando a sua morte.
  • Por falha dos equipamentos de segurança, como controladores de temperatura em fazendas de aves.
  • Por incêndios causados pelo raio.

Além disto, os efeitos diretos e indiretos do raio podem causar danos em equipamentos elétricos sensíveis (automatos, computadores,…) que são cada vez mais utilizados nas explorações agrícolas e ganadarias.

Notícias relacionadas

Um raio mata 129 cabras numa povoação de Cáceres (Espanha)

 “O proprietário da ganadaria entrou em contacto tanto com o veterinário de Jaraíz de la Vera como a sua companhia de seguros “para ver se podiam ajudar em algo” já que a perda destas 129 cabeças de gado supõe a perda de “mais de uma quinta parte” do seu rebanho”

A queda de um raio causa a norte a 22.000 frangos  numa quinta de Traiguera

 “O ganadeiro de Traiguera terá que fazer frente a perdas valorizadas em cerca de 100.000 euros. Calculando uma média de 2 euros por frango, preço de mercado, e 2 kilos por animal, a perda poderia ser superior aos 45.000 kilos de carne e a 90.000 euros.”

Brasil: um raio matou 141 bovinos numa fazenda

 “Dos 141 animais da raça nerole mortos, 140 eram novilhas prenhas que tinham sido inseminadas artificialmente e que deveriam parir em agosto próximo.

O prejuizo do dano da fazenda debe chegar aos 34.450 dólares, informaram os ganadeiros da região (EFE)”

Um raio mata 16 bois em Santander

 “16 bovinos morreram por causa de um raio que impactou no solo de uma ganadaria localizada no municipio de Coromoro. Nenhum dos bois se pôde salvar da descarga; perdas ascendem aos $25 milhões”

Como evitar as mortes de gado provocadas por raios?

A proteção contra o raio neste tipo de instalações é por vezes complicada pela sua extensão, o contato directo com o terreno, a mobilidade dos equipamentos,…Cada caso pode apresentar problemas diferentes e deve estudar-se separadamente. Mas existem medidas de proteção que se podem e devem aplicar para evitar danos a pessoas, a animais, a estruturas e a equipamentos.

Aplicaciones Tecnológicas, S.A. põe à sua disposição todas as tecnologias de proteção contra o raio: proteção externa tanto com pontas e malhas como com para-raios com dispositivo de ionização, uma ampla gama de protetores contra sobretensões e o mais avançado detetor de trovoadas, capaz inclusivé de avisar da formação de uma tempestade na área a proteger antes que se produzam descargas elétricas atmosféricas (raios):

Sistema externo de proteção contra o raio

Os para-raios com dispositivo de ionização (PDI) protegem uma área maior que as pontas simples. Instalados sobre uma estrutura podem proteger tanto esta como ao seu redor e podem também proteger zonas abertas. Há que ter em conta que devem estar sempre pelo menos 2 metros acima de todos os objectos a proteger (incluindo árvores), que protegem um máximo de 100metros ao seu redor e que continua a existir perigo de tensão de passo ao seu redor em terrenos não asfaltados.

O para-raios DAT CONTROLER® REMOTE utiliza o campo elétrico ambiental como única fonte de alimentação. É totalmente autónomo, livre de manutenção e o seu funcionamento pode ser verificado a qualquer momento.

Proteção contra sobretensões transitórias e permanentes

Segundo o Guía de aplicación del Reglamento Electrotécnico de Baja Tensión (REBT) é obrigatória a instalação de proteção contra sobretensões nas explorações ganadeiras, fábricas de peixe e outras instalações onde o perigo da vida dos animais se falharem equipamentos elétricos e eletrónicos. Os dispositivos de proteção contra sobretensões instalam-se em todas as linhas que entram na estrutura (alimentação, telefone, dados…) e derivam a corrente do raio à terra, salvaguardando os equipamentos. As proteções habituais das linhas (magnetotérmicos, diferenciais) atuam demasiado lentamente e não evitam os efeitos do raio.

Proteção preventiva:detector de tormentas ATSTORM®

A deteção das trovoadas pode ser em muitos casos a medida de proteção mais efectiva nos casos de grandes extensões ao ar livre. O detector de trovoadas ATSTORM® é uma ferramenta idónea para as ganadarias já que permite tomar as medidas necessárias com antecipação, para assim minimizar os efeitos do raio.

Funcionamento do detetor de trovoadas ATSTORM®

O sistema de deteção de trovoadas ATSTORM® avalia o campo electroestático e electromagnético na área a proteger. A monitorização local realiza-se mediante dois tipos de sensores que avaliam o risco de tempestade elétrica.

A monitorização do campo electrostático permite detetar as condições prévias à formação de tempestades elétricas sobre o lugar a proteger. A monitorização do campo electromagnético possibilita a deteção de tempestades elétricas activas que se aproximam dentro de um raio de 40km de distância.

O objectivo do sistema ATSTORM® é identificar, com a maior antecipação, o risco de formação ou aproximação de uma tempestade elétrica sobre a exploração agrícola ou ganadaria, permitindo tomar ações preventicas oportunas (desalojar o gado, activar geradores elétricos alternativos….).

Se quer conhecer mais sobre qualquer dos nossos sistemas, pode entrar em contato conosco, ou inscrever-se numa das sessões informaticas de Aplicaciones Tecnológicas dirigidas a profissionais do sector clicanco aqui.